Enrolado

Passei um ano inteiro sem ler nenhum livro em Português. Este Verão, dos quatro livros que consegui ler em duas semanas, só um era em língua portuguesa, de um original em alemão.

Este já é o terceiro texto que tento escrever. Pode ser de andar a ler pouco em Português. Há um post da sj no NÃO MUDES NUNCA sobre isto, mais ou menos. Mas é óbvio que ali não há dificuldade em escrever Português, deve ter lido mais em Português este ano do que eu nos últimos dez.

É o único blogue que leio regularmente, hoje em dia. A sj escreve bem, lê muito, e indigna-se com as coisas certas. Algumas vezes, no fio da navalha. Acho que o Pedro Mexia uma vez escreveu um post sobre isso, sobre escrever no fio da navalha. Colocou mesmo uma fotografia de uma navalha, mas essa parte pode ser uma memória (fotográfica) fabricada.

Não conheço a sj de lado nenhum, embora tenhamos trocado uns e-mails, há uns anos. Como todos os bloggers que sempre gostei muito de ler, tenho a certeza que se alguma vez leu um texto meu sentiu exatamente a mesma coisa que eu sinto quando leio os meus textos – consternação e vontade de parar.

Espero que esteja bem. Às vezes, gostava de lhe enviar uma cópia do Hyperbole and a Half pelo correio (ou dar a alguém para enviar, para não ser estranho), mas é bem provável que já o tenha lido.

E agora? Podem ir à página dos melhores posts (escolhidos por mim), subscrever o blogue por e-mail (se forem esse tipo de pessoa), ou fazer 'gosto' na página do Facebook e ter acesso a mais paisanices:

3 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.